sábado, 23 de novembro de 2013

Que venham as Lérias, os Foguetes, os bolos de São Gonçalo ... e muito mais!




"São Gonçalo de Amarante
Tantos milagres fazeis
Que são mais milagres vossos
Estes doces e pastéis"

Quando passo por Amarante, simplesmente ... não resisto ... e deixo-me levar pela Lérias, pelos foguetes, os bolos de São Gonçalo, etc e tal!!!

"Desde tempos imemoriais Amarante foi cruzada por viajantes que em fartos repastos lá retemperavam as suas forças e preparavam nova jornada, consumindo refeições substanciosas, compostas por carnes de vitelas maronesas, arouquesas, cabrito serrano, bacalhau à Custódia e do Zé da Calçada, cozido à portuguesa, feijoada, ou umas trutas pescadas no Tâmega…
Aqui, a doçaria nasce conventual, pelas mãos das monjas de Santa Clara, responsáveis pela sua difusão, por altura das Invasões Francesas. A Santa Clara, advogada das pessoas com dificuldades de fala, eram oferecidas, em pagamento de promessas, inúmeras aves de capoeira – que evocam, no seu cacarejar estridente, a desenvoltura na fala que as pessoas rogavam e obtinham da santa – e que, por sua vez, alimentavam, através do ovos, esta fina doçaria que ainda hoje leva longe a afamada gastronomia de Amarante, sempre regada pelos frescos e encorpados vinhos verdes brancos e tintos produzidos nas muitas encostas que a partir do Rio Tâmega se desdobram na altura."
Fonte: Clicar AQUI

3 comentários:

Lia Teixeira disse...

Que post magnífico este e para uma louca por doces conventuais como eu sou, até fiquei a salivar para o écran!!
Beijinhos,
Lia.

Bombom disse...

Muito interessante, esta informação. Adorei. Portugal, sendo um país pequeno, tem uma quantidade e diversidade de pratos e doces regionais que fazem da sua Gastronomia uma grande riqueza cultural e não só. Obrigada por partilhares. bjs. Bombom

Carla Antela Alves disse...

Já estou com água na boca!

Bj, Carla

http://aalfacinha.blogspot.pt/