sábado, 6 de fevereiro de 2016

Sockeye ... Selvagem ... do Alasca!

alaskaseafood.pt

A pesca no mar do Alasca é ambientalmente responsável e certificada. A Constituição do Estado do Alasca decreta que os peixes devem ser utilizados, desenvolvidos e mantidos com base no princípio de produção sustentável. A criação de peixe é proibida, ou seja, todos os peixes nativos têm de ser selvagens.
O Salmão do Alasca é pescado em alto mar. Não é criado em tanques, tem  uma alimentação natural, livre de rações e antibióticos. Esta alimentação natural e as grandes distâncias que percorre, faz com que o Salmão selvagem do Alasca não apresente veias de gordura, garantindo uma carne muito mais saudável e rica em Ômega 3. 


São cinco espécies do Salmão Selvagem do Alaska: Real, Vermelho ( Sockeye), Prateado, Keta e Rosado. Têm características que os distinguem, no entanto, todos vivem no mar e desovam na água doce. Os alevinos ( peixes recém saídos do ovo) nascem nos rios e adquirem maturidade ao longo de 1 a 2 anos em lagos no interior do Alasca. Depois migram para os estuários costeiros onde dão início a um período de 1 a 4 anos em água salgada. Com 4 a 6 anos de idade, regressam ao rio onde nasceram para se reproduzirem e morrerem.

 Na minha modesta opinião, o melhor salmão é o Sockey (vermelho), selvagem e do Alasca. Tem uma cor vermelha, intensa e natural. De textura delicada e com baixo teor de gorduras. A carne é suculenta e muito saborosa. O Salmão Vermelho é ideal para pratos de peixe cru. Pode ser cozinhado rapidamente, o que preserva a qualidade da sua carne. Também pode ser transformado por processos de defumação, o que lhe confere cor, textura e sabor excepcionais.

livestrong.com
Onde comprar?

Para saber mais sobre salmão selvagem consulte: www.alaskaseafood.pt

2 comentários:

Marilia disse...

Onde Eu encontro este salmão em São Paulo? Obrigada

carlos silveira disse...

onde eu encontro esse salmao na cidade de uberlandia