terça-feira, 27 de outubro de 2015

Vinho doce ... para matar saudades!


Vinho doce: ADORO!
Do que estou a falar: vinho acabado de ser pisado, ainda em fermentação. Nesta fase do processo o vinho é muito doce, muito encorpado e sem álcool. Ou seja podemos beber bastante sem ficar com a cabeça às voltas. Mas é sempre preciso cuidado: se bebermos mesmo muito não é a cabeça que fica às voltas … é a barriga!
Este vinho doce foi oferecido por amigos. Pois porque como já diz o ditado: “Quem tem amigos não morre na cadeia” ou será melhor dizer … não morre de sede … e de saudades. Sim, de saudades, porque este vinho leva-me de volta à minha infância onde eu andava a apanhar as uvas “americanas” com o meu avô e depois ajudava a pisar as uvas (muita comichão nas pernas), bebia o vinho doce, ajudava a lavar e a preparar os pipos para guardar o vinho novo.
O vinho resultante da fermentação da uva americana é chamado de "vinho americano" nalgumas regiões do País, noutras de "morangueiro" e, ainda noutras (Açores) de "vinho de cheiro".

A vinha americana foi introduzida no País para fazer face ao surto de filoxera que estava a destruir as vinhas tradicionais. No entanto, A União Europeia proíbe a sua comercialização no espaço comunitário desde 1995. “Parece” que faz mal à saúde! Eu cá não sei: conheci muita gente que viveu até aos 90 e tal que consumia vinho americano regularmente! E outros, que ainda andam por cá, insistem em preservar tradições, continuando a ter pequenas vinhas de uva americana e fazem um vinho doce delicioso … e … “cereja no topo do bolo” … mandam um garrafão dele cá para casa!

2 comentários:

cozinha100segredos disse...

Eu adoro vinho doce! Adoro mesmo! Na epoca das vindimas espero ansiosamente pelo vinho doce! Até guarde algum no congelador para poder beber durante o ano até as proximas vindimas! Nao é a mesma coisa mas sempre dá para matar saudades! Beijinhos

Natacha Rodrigues disse...

Nunca provei, mas agora estou curiosa! Beijinhos