segunda-feira, 29 de maio de 2017

Compota de cereja


Lá diz o ditado que "A homem farto, as cerejas amargam". Talvez sim, talvez não! A mim não me parece, até porque as cerejas são como as palavras... vão umas atrás das outras! 
As cerejas não são apenas deliciosas, são uma fonte de vitaminas e minerais (Vitamina A, B1, B2, C, niacina, cálcio, fósforo, ferro, lipídeos e flavonoides).  Teremos também de falar da sua beleza: são, simplesmente lindas, atraentes, acho que até lhes podemos chamar de sexys, não concordam? 
Para finalizar, "A cereja no topo do bolo", 12 cerejas têm apenas cerca de 50 calorias. 
Claro está que, quando falamos de compota de cereja também teremos de falar de açúcar. No entanto, já é possível reduzir as quantidades de açúcar das compotas, isto se tivermos bastante atenção a alguns pormenores, como por exemplo a esterilização dos frascos.


  • 1kg de cerejas
  • 500g de açúcar
  • casca de 1 limão pequeno
  1. Num tacho colocar as cerejas bem lavadas, sem o pé mas com o caroço (cá em casa gostamos da compota de cereja com o caroço. As cerejas ficam mais firmes na compota. No entanto, se preferir sem caroço, só terá que ter o trabalho de os tirar);
  2. Colocar o açúcar por cima das cerejas e deixar descansar (sem mexer) cerca de 1 hora;
  3. Ao fim de uma hora, levar as cerejas com o açúcar ao lume, juntamente com a casca de limão;
  4. Deixar ferver cerca de 10 minutos e retire a casca de limão (se a casca de limão ferver durante muito tempo, a compota adquire um sabor demasiado ácido para o meu gosto);
  5. Deixar a compota ferver até adquirir a consistência de "ponto de estrada" (Se colocarmos um pouco da compota num prato e dividirmos com uma colher ao meio, as duas metades não se irão juntar formando uma "estrada" que deixa ver o fundo);
  6. Retirar a compota do lume, colocar em frascos de vidro esterilizados*, colocar a tampa, e virar os frascos ao contrário (com a tampa para baixo) e deixar arrefecer completamente (o ideal é deixar os frascos de "cabeça virada" de um dia para o outro.
*Esterilizar os frascos - Já experimentei várias técnicas para esterilizar os frascos de vidro. Continuo a preferir à moda antiga, ou seja, colocar os frascos e as tampas numa panela, cobertos com água. Levar ao lume e deixar ferver durante 10 minutos. Ao fim dos 10 minutos, retirar os frascos e as tampas (com uma pinça, pois estão a escaldar) e colocar, com as bocas para baixo, sobre um pano limpo. Deixar ficar até serem usados para enfrascar a compota.
E não se esqueça que um frasco bem esterilizado é o primeiro passo para que as suas compotas não se estraguem.

2 comentários:

O Pecado Mora Em Casa disse...

Também já fizemos este fim de semana uma compota de cerejas e utilizámos como recheio de um bolo e também esterelizamos à moda antiga!!!
Beijinhos.

DVD disse...
Este comentário foi removido pelo autor.